• Redação

Crescimento de 35% do consumo de café faz Santa Monica focar no consumidor

Aquecimento do mercado impulsiona expansão da empresa que comemora 35 anos com lançamento e ampliação da presença no varejo e e-commerce


A Covid-19 impactou o mercado interno de café brasileiro de diversas formas. Enquanto o consumo da bebida nas cafeterias, bares e restaurantes caiu, devido ao fechamento desses estabelecimentos, em casa, a ele aumentou com mais pessoas em home office. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic) houve um crescimento de 35% no consumo do produto nos últimos meses e a expectativa da entidade até o fim deste ano é de manutenção do consumo nos mesmos níveis do ano passado.


Para enfrentar os desafios provocados pela Pandemia, o Café Gourmet Santa Monica teve que se adaptar à nova realidade e ampliar sua presença em outros canais. Nos últimos meses, a empresa investiu R$ 1,4 milhão em sua torrefadora para triplicar a produção, iniciou a produção de marca própria para uma rede de supermercados e reforçou sua atuação em grandes varejistas, marketplaces e em seu canal de e-commerce.


Para atuar esse novo mercado, a marca antecipou o lançamento do Santa Monica Premium, um café 100% arábica com foco no varejo e voltado para quem busca uma bebida diferenciada no dia a dia. “Com a maior parte das pessoas trabalhando em home office, o consumidor comprou café de várias marcas e acessórios para experimentar diferentes tipos e formas de extração da bebida em casa. Nós sentimos esse movimento e aproveitamos para lançar o Santa Monica Premium”, explica Marcelo Moscofian CEO, do Café Gourmet Santa Monica.


Segundo o empresário, com a novidade a marca passa a oferecer um produto com sabor intenso, valor acessível e qualidade superior à de um café tradicional. “O Santa Monica Premium é o primeiro passo para quem quer degustar uma bebida diferenciada.  Ele tem o mesmo padrão de qualidade Santa Monica e vem em embalagens de 500g com válvula desgaseificadora para manter seu aroma e sabor por mais tempo”, acrescenta.


No varejo, o Café Santa Monica está ampliando sua presença em redes regionais como a Rede Forte de Supermercados que possui mais de 100 lojas espalhadas pelo Paraná e Santa Catarina.


A marca também está atendendo o mercado coorporativo com kits sazonais e investindo na abertura de uma rede de cafeterias, a Amém, que nasce com a proposta de democratizar o café gourmet e revitalizar as praças públicas de São Paulo, transformando esses locais em áreas de convívio social.

PIONEIRISMO E TRADIÇÃO


O Café Gourmet Santa Monica vem destacando-se por seu pioneirismo e qualidade de seus produtos, sendo uma das primeiras marcas a produzir café gourmet no país. Em meados da década de 80, a família Moscofian que já tinha uma fazenda de café no Sul de Minas, decidiu se dedicar ao cultivo e investir em tecnologia para melhorar a produção e a qualidade dos grãos. Em paralelo, realizaram pesquisas e viajaram para países que são referência na extração de bebida para conhecer processos que poderiam ser agregados para a produção de um café diferenciado.


Em pouco tempo a empresa se lançou no segmento de food service com o Santa Monica Gourmet passando a atender mais de três mil restaurantes, padarias e cafeterias de todo o país. Para dar mais velocidade a esse crescimento e levar a marca a outros canais, os irmãos Marcelo e Alexandre Moscofian assumiram a direção da empresa. Marcelo se tornou o CEO, focado nas áreas de marketing, expansão para o mercado interno e novos negócios e Alexandre passou a cuidar da produção e gestão da Fazenda Santa Monica e da área de exportação.


Com a nova administração, o Santa Monica ampliou sua linha de produtos com os lançamentos das cápsulas, da linha de bebidas quentes e do Drip Coffe, inaugurando o conceito de café de bolso no Brasil em 2016.  Na sequência, investiu na ampliação de seu mix, com lançamentos dos cafés Orgânico e Intenso em diferentes versões, e na abertura de seu e-commerce para oferecer uma linha de produtos e equipamentos para o consumidor final.


Além do avanço no mercado interno, a Santa Monica novamente reforçou seu pioneirismo ao se tornar a primeira empresa a exportar café torrado com uma marca 100% brasileira para países como Espanha, Suíça, Portugal, Alemanha, Ucrânia, Estados Unidos, Paraguai e Chile e mercados árabes.